A mulher contou que assistia desenho animado com seu filho, quando de repente apareceu um homem de óculos escuros ensinando como cortar os pulsos

Com a era dos tablets não é difícil encontrar crianças entretidas com vídeos no YouTube desde que a plataforma lançou sua versão “Kids”, voltada exclusivamente para conteúdos infantis. No entanto, mães encontraram vídeos assustadores disponíveis para os pequenos. Em um deles, são passadas instruções para as crianças cometerem suicídio.

Uma mãe que mora na Flórida, nos Estados Unidos, contou que a primeira vez que viu esse tipo de conteúdo foi em julho de 2018, após ser alertada por outra mãe. Ela disse que assistia desenho animado na plataforma com seu filho, quando de repente apareceu um homem de óculos escuros ensinando como cortar os pulsos.

A médica Hess pediu ajuda para denunciar o vídeo e levou uma semana para tirá-lo do ar. No entanto, em fevereiro de 2019 voltou a se deparar com o conteúdo no YouTube. Ela usou seu blog para pedir ajuda e, mais uma vez, derrubá-lo.

“Sou pediatra e vejo cada vez mais crianças entrando com auto-mutilação e tentativas de suicídio. Não duvido que as mídias sociais e coisas como essa estejam contribuindo”, alertou a médica. Indignada, ela investigou a plataforma e disse que teve acesso a vídeos que também abordam temas como exploração e abuso sexual, tráfico de pessoas e até um tiroteio na escola inspirado no popular videogame “Minecraft”.

Em resposta às acusações de Hess, o YouTube afirmou em um comunicado que trabalha para tornar os vídeos no YouTube Kids adequados para a família e leva os comentários a sério. “Os vídeos sinalizados são revisados ​​manualmente 24 horas por dia, 7 dias por semana, e todos os vídeos que não pertencem ao aplicativo são removidos”.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPE

AGORA É HORA DE SER VOCE?